quarta-feira, 24 de junho de 2020

Esmalte em Destaque: Evangeline da Julep

Olá pessoal!
Tudo bem com vocês? Espero que sim!


Hoje é dia de compartilhar com vocês a resenha de um esmalte que usei há algum tempo (quando eu ainda tinha cutículas rs) e que tem uma história interessante, além de configurar a primeira aparição desta marca aqui no blog. Trata-se do Evangeline da Julep.











A Julep é uma marca de produtos de beleza dos Estados Unidos (que eu jurava ser, na verdade, do Canadá rs), comercializando itens de skin care, maquiagem e esmalte. Embora não tivesse o sucesso internacional de marcas como OPI e China Glaze, a Julep ficou conhecida no segmento por ter uma embalagem bem diferenciada, esguia como a de um batom líquido. Segundo minhas pesquisas, a marca abriu falência em 2019. Também nunca soube de alguma loja que vendesse seus produtos aqui no Brasil: o meu vidrinho veio através de uma troca internacional.

O Evangeline foi lançado em 2013 e, seguindo a nomenclatura adotada pela marca na época, foi batizado com um nome feminino (curiosidade: a Julep fez diversas coleções com nomenclaturas diferentes, como a de signos do zodíaco). Ele é um cobre de acabamento levemente holográfico que, após sua secagem, fica com aspecto fosco. E o que acontece quando você vê um esmalte holográfico sem brilho? Você corre pegar o seu extra brilho para mudar tal situação. Foi o que eu fiz... e matou o pouquinho de holografia que o esmalte tinha kkk. Me esforcei e fotografei o mesmo, na época, sob sol forte, mas como vocês podem ver, restaram poucos brilhinhos. Originalmente, o Evangeline não é muito holográfico, mas houve sim uma diferença após a aplicação do extra brilho.

Na aplicação, usei duas camadas que permitiram uma ótima cobertura. Não escorreu, nem demorou para secar! É aquele tipo de esmalte que não dá dor de cabeça, mas sim alegria durante a esmaltação!



Informações Importantes:

- Cobertura: 2 camadas de Evangeline da Julep + 1 camada de extra brilho
- Durabilidade: 4 dias
- Brilho: não possui, o Evangeline seca com acabamento fosco
- Limpeza para finalização: bem fácil
- Secagem: rápida
- Bolinhas: nenhuma



Eu tenho, além do Evangeline, mais 6 tonalidades de esmaltes da Julep, todos eles conseguidos através de trocas internacionais (melhor período esmaltístico da minha vida *saudades*). Vocês querem que eu resenhe algum, mesmo sabendo que eles não estão mais disponíveis no mercado?


Finalizo este post, deixando um aprendizado: pense duas vezes antes de usar extra brilho em esmalte que você não conhece rs.


Um abraço,
Patricia

6 comentários:

  1. Oh como é bastante bonito esse esmalte
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderExcluir
  2. Nós queremos mais post de resenha, que cor maravilhosaaa, nós amamos. Uma pena não estarem mais disponíveis.

    Beijos
    VOU ARRASAR BLOG

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso ele! Se o TC matou um pouco da holografia dele e continua lindo assim, imagino sem tc!

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  4. Que cor incrível.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Topo